Share it!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Primeiro dia em Paris

Primeira viagem de Trem na Europa, estava super empolgada!!!! Saímos da Casa da Lívia não tinha amanhecido ainda, a estação não é muito longe, a corrida de Táxi fica umas 20 libras, até o aeroporto Heathrow fica 65 libras (uma coisa que se deve analisar na hora de comprar a passagem), mas até Heathrow também da para ir de metro, mas isso também vai depender do horário do seu voo e do tanto de malas que você tem. De Londres á Paris dá 2:30 de viagem, o mesmo que Cuiabá a SP de avião (pq moro no fim do mundo????).


Descobri, as mesinhas servem para dormir!!!!


Chegamos meio perdidos, e pegamos um rumo para tentar achar o Hotel, um lugar meio estranho, ainda brinquei com a Lívia que era a Little Índia, e depois fomos ver no mapa e realmente era!!!! kkkkk Depois de dar algumas voltinhas, e nada do Hotel, resolvemos pegar um Táxi e descobrimos que estávamos indo para o lado oposto.


Uma voltinha pela cidade para se achar, mas primeiro uma olhadinha no mapa.


Almoço no Hard Rock Cafe.


Mais uma voltinha...


Uma paradinha nas Galerias Lafayette para tomar uma Champa.

As Galerias Lafayette foram fundadas por dois irmãos que queriam abrir um armazém da moda em uma zona muito disputada da cidade, próximo ao teatro da Ópera de Paris. Em pouco tempo, as galerias cresceram de forma espetacular, ganhando um grande prestígio que se mantém até os dias de hoje. Hoje em dia, as galerias Lafayette são uma referência para a alta-costura parisiense.


De noite já com a Thaís e o Tio Hamilton fomos passear na região do Hotel, o bairro de Pigalle.
Pigalle é um bairro como os outros, com uma estação de metrô e uma grande praça chamada Pigalle. Quanto a localização, Pigalle está ao norte de Paris, aos pés do bairro Montmatre. É na praça Pigalle que se encontra o cabaré Moulin Rouge.
Muitas pessoas pensam que o bairro é perigoso, na verdade a cara não é muito boa, mas não tem perigo, o que tem é o Museu do Erotismo, sex-shops versão século vinte, quer dizer feios e vulgares. Porque os sex-shops versão século vinte e um são totalmente diferentes.
Pigalle possui uma concentração de salas de projeção de vídeos pornográficos e uma vida noturna das mais agitadas, em torno de casas de espetáculos, discotecas, bares e cafés.
Na verdade me lembrou um pouco a Rua Augusta de São Paulo, ou seja, é o Red Light District de Paris!!!!!!


Jantamos no Café de Luna, confesso que não gostei muito da "cara" dos restaurantes dessa região, mas acho que acertamos, a comida estava e boa e não foi caro.

Pin It

3 comments:

  1. Uaul.. amei
    Fiquei doida pelas comidas!

    ResponderExcluir
  2. e essa minha cara de quem morreu e esqueceu de cair??? kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Ai sem contar que to gorda, creeeeeeeedo!

    ResponderExcluir