Share it!

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Meryl Streep - a melhor das melhores


A melhor atriz de todos os tempos?! Muitos pensam que sim. Meryl Streep recebeu o record de 17 indicações ao Oscar. 15 vezes como melhor atriz e 2 vezes como melhor atraz coadjuvante. Somente ganhou 2 vezes, por Kramer vs Kramer e Sophie’s Choice.

Ela realmente é uma atriz muito talentosa, com muita presença. Pessoalmente amo os filmes que ela participa.
Será que ela ganha este ano?

1978: The Deer Hunter                      
 1979: Kramer vc Kramer

1981: The French Lieutenant’s Woman
1982: Sophie’s Choice

1983: Silkwood
1985: Out of Africa
Da' vontade de viajar...

1987: Ironweed
1988: A Cry in the Dark

1990: Postcards from the Edge
1995: The Bridges of Madison County
Nunca chorei tanto vendo um filme...

1998: One True Thing
1999: Music of the Heart

2002: Adaptation
2006: The Devil Wears Prada
Adoroooooooo

2008: Doubt
2009: Julie & Julia
Quem vai degolar o pato?

2011: The Iron Lady
Pin It

Decoupage com Folhas de Revistas


Amei a idéia. Tinha uns livros que estava p/ me livrar mas que tinha imagens lindas. As recortei e guardei depois que vi isto no blog Alem da Rua Atelier. Super legal! :) Liv
·        Tampo / Não precisa ser uma peça nova, e esta decoupage pode ser feita em qualquer material: madeira, ferro, fórmica, vidro, entre outros.
·        Recortes de revistas
·        Cola branca do rótulo azul – Cascorez Extra
·        Verniz Acrilico Fosco – FC 12
·        Tesoura
·        Pincel
·        Plástico fino
·        Pote com água para diluir a cola
·        Estilete
·        Tintas Coloridas – Esmalte à base de água
·        Estopa

Decoupando os Recortes
Escolha as imagens e cole-as com cola diluida em bem pouca água. Diluir a cola com água no local da aplicação mesmo.
Para cada imagem escolhida, uma aplicação de cola + água no local desejado. Não aplique a cola no tampo todo, pois ela seca rapidamente.
Para a colagem, é necessário que você escolha o local onde será aplicado o recorte, e comece por uma das bordas. Você cola esta borda e segura a outra extremidade com uma mão. Em seguida, vai colando a imagem com a outra mão, bem devagar, e sempre com com o plástico em cima da imagem. Assim, não há perigo de rasgar o papel, nem de que se formem bolhas de ar, porque você cola e ao mesmo tempo aperta a imagem com o plástico. Algumas bolhas podem eventualmente aparecer. Neste caso, pressione-as delicadamente, e elas desaparecerão.
Na imagem acima, o tampo pronto sem acabamento.
Detalhes do tampo. Notem que há alguns espaços onde aparece a madeira de fundo. Pinte estes espaços, assim fica um acabamento completo e colorido.
Depois de terminar o tampo, faça o acabamento das laterais, com o estilete. Corte os pedacinhos de papel que ficavam para fora, bem delicadamente.
Depois, se quiser, pinte a lateral e a base da mesa com esmalte à base de água. Para finalizar o trabalho, aplique, com a estopa, 2 demãos de verniz acrílico fosco no tampo. O verniz protege e é necessário, pois as folhas são bem sensíveis. Pode-se até colocar um tampo de vidro na mesa para proteger todo o trabalho.
http://alemdaruaatelier.com.br/2011/05/faca-voce-mesmo-decoupage-com-folhas-de-revistas/ Pin It

We’ll Take Manhattan

When David Bailey & Jean Shrimpton changed Fashion forever...

Assisti este filme ontem. Realmente muito interessante, uma maravilha este filmes Vintage que nos transportam no tempo. Vale a pena!

The movie focuses on a Vogue photo shoot in New York in 1962 and how iconic 1960s model Jean Shrimpton and David Bailey embarked on their four-year affair.

Karen Gillan and Aneurin Barnard in We’ll Take Manhattan.

A primeira top-model. Jean Shrimpton formou-se numa escola de modelos com 17 anos e começou a trabalhar em 1960.
Chamando a atenção do fotógrafo David Bailey, quando ainda desconhecida fazia fotos para um propaganda dos cereais Kellogg’s com outro fotógrafo, e com ele iniciou a carreira na moda e um relacionamento pessoal que duraria quatro anos.
Ela sempre declarou que deveu sua carreira a Bailey. Bailey a teve como grande musa e suas fotos com Jean ajudaram a torná-lo um dos grandes fotógrafos de moda do mundo e o mais famoso fotógrafo britânico desta época.
Depois do fim do relacionamento sentimental com Bailey, Shrimpton também formou um famoso par nos anos 60 com o ator Terence Stamp.
Seu padrão de beleza quebrou o padrão vigente da beleza tradicional, aristocrática, voluptuosa e formal, com uma figura e um estilo totalmente esportivo e moderno, num visual de cabelo comprido com franjas, cílios longos, sobrancelhas arqueadas e lábios carnudos.
Entre outros fatos de sua carreira como maior modelo do mundo que durou mais de uma década, até encerrá-la em 1972, ela ajudou a lançar e popularizar a minissaia.
Seu visual era imitado por uma geração de mulheres e até manequins de lojas de departamentos eram fabricados à sua semelhança. 
Depois de abandonar a carreira, Shrimpton nunca mais participou do mundo da moda.
Em 1964 ela deixou  Bailey pelo ator Terence Stamp. Casada desde 1979 com o fotógrafo Michael Cox, hoje é proprietária de um hotel em Penzance, Cornwall, sudoeste da Grã-Bretanha, dirigido por seu filho Thaddeus.

Em 1958, determinado a seguir a carreira de fotógrafo, David Bailey comprou uma câmera Canon; porém, impedido de cursar o London College of Printing, um anexo de ensino de artes do London Institute, por causa de seu baixo rendimento escolar, começou a trabalhar como assistente de fotógrafos da cidade, fazendo trabalhos menores e burocráticos nos estúdios. Em 1959, ele tornou-se assistente de um conhecido fotógrafo londrino, John French, passando a fazer trabalhos próprios e ganhando dinheiro também como free-lancer. Em 1960, com apenas 22 anos, foi contratado pela revista Vogue britânica para fazer as fotos dos editoriais de moda da publicação, o que veio a transformá-lo numa celebridade internacional.
Junto com dois colegas londrinos, Terence Donovan e Brian Duffy, Bailey criou e capturou as imagens que ajudaram a criar o espírito da Swinging London dos anos 60, uma cultura de moda, artes e das celebridades chiques da época. Os três fotógrafos passaram a conviver com atores, músicos e com a nobreza britânica, vendo-se eles próprios serem elevados à categoria de celebridades pela imprensa, junto com as que fotografavam.
Entre muitas outras personalidades que Bailey fotografou nesta época ou mesmo lançou, estão The Beatles, Mick Jagger,Twiggy, The Rolling Stones, a supermodelo Jean Shrimpton, Marianne Faithfull, Brian Jones, Lord Snowdon e Catherine Deneuve, com quem foi casado entre 1965 e 1972, imagens que se tornaram sinônimo de uma era, além de fotografar inúmeras capas e matérias de moda e comportamento para as maiores revistas do mundo.
Com um trabalho consistente, influente e reconhecido através das décadas, Bailey foi condecorado como Membro do Império Britânico em 2001 pela Rainha Elizabeth II. Amante dos trabalhos de Pablo Picasso, hoje, com mais de 70 anos e ainda trabalhando para as grandes revistas de moda, dirigindo comerciais e campanhas publicitárias para o cinema, ele é casado com a ex-modelo e atriz Catherine Dyer.
  ____________________________________________________
AS the 50s drew to a close, fashion magazines were full of dull, upper-class women in boring, stiff poses, wearing twinset and pearls. And then came Bailey and The Shrimp.
The meeting of the working-class David Bailey - son of a tailor in London's east end, and an arrogant but talented photographer - and Jean Shrimpton, a middle-class farmer's daughter, kick-started the swinging 60s.
Signed up by the fashion magazine British Vogue, Bailey was asked to fly to New York to shoot for fashion editor Lady Clare Rendlesham - a woman used to those aristocratic models sticking to stern poses in beautiful places - and demanded he be allowed to take his girlfriend.
Far from the traditional, staid fashion pictures, he took offbeat, realistic poses shot against gritty backgrounds.
Vogue loved the pictures and they changed the industry forever.
But she was never comfortable with success. When Bailey took her to nightclubs, she'd take her knitting with her. They lived together in a scruffy flat and their relationship lasted until 1964 when, said to be fed-up with his cheating, Jean left him for actor Terence Stamp.
Later, Jean famously rejected lothario Warren Beatty and in her early 30s retired from modelling, taking up photography and living with poet Heathcote Williams. She later married photographer Michael Cox and they bought a hotel in Cornwall.
Bailey went on to marry French actress Catherine Deneuve in 1965. They divorced in 1972 when he took up with model Penelope Tree, who was 17. By 1974, he was with Hawaiian model Marie Helvin, who he married, creating one of the decade's most iconic couples. Bailey then fell for English model Catherine Dyer, more than 20 years his junior, and they married in 1986. They are still together and have three kids. Bailey is still working and in much demand.



O famoso editorial...
Pin It

Esmaltes com cheiro

Scented Nail Polish! O que mais tem p/ inventar? Mas toda novidade a gente adora.
Agora a moda são os lançamentos de algumas marcas internacionais de esmaltes com cheiro.
Esmaltes que depois que secam ficam com cheiro de rosas foram os primeiros, lançados pela Dior.
Nunca testei, não sei se é bom ou se fica sendo algo enjoativo. Vou procurar conseguir um para testar.
Garanto que logo no Brasil a moda vai ser copiada, mas com a vantagem do preço brasileiro, espero!
Liv


Dior

Dior's Garden Party com perfume de rosas.
Dior Vernis, $23 each; dior.com

Revlon

14 cores, com cheiro de cereja, mamão e pêssego.
Revlon Scented Nail Polishes, $5 each; ulta.com

Anna Sui

Com os vidrinhos lindos e cheiro de rosas.
Anna Sui Nail Color, $15 each; urbanoutfitters.com

Tuff Scent

Com cheiro de frutas e menta, esta marca investiu em essências e cores diferentes.  
Tuff Scent Scent-Infused Nail, $14 each; tuffscent.com

Color Club

Cores bem vivas e lindas.
Color Club Wicked Sweet Collection, $30 for a seven-piece set; shopcolorclub.com

Mattese Elite

Estes são Neon!
Mattese Elite Happy Hour Collection, $6 each; matteseelite.com

Forever 21

Este é o mais em conta. Vou na loja em Londres dar uma olhadinha.
Love and Beauty Scented Nail Polish, $3 each; forever21.com

Pin It

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Decorando seus copos de Champagne

Melisseeeeeeeeeeeety, miga vi isso e lembrei de ti!! Acho q vc vai amar! E poderia ser de varias cores. Os meus? Roxo claro! :) Te amo Liv

Use fita adesiva, tinta spray e um plastico para proteger a parte q vai ficar transparente. Super facil.
 Gostei!
http://honestlywtf.com/diy/diy-gold-dipped-glassware/ Pin It