Share it!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Tudo por uma vida mais leve

Muitas vezes precisamos mudar, e na hora da mudança a palavra-chave é desapego. Quando a gente muda precisamos re-ver tudo que temos e decidir o que vale a pena ou não levar consigo adiante, seja algo material ou mesmo um sentimento. O desapego não existe somente no mundo material, existe no plano emocional; guardamos algo que nos lembra alguém ou uma situação, sejam estas boas ou ruins. O importante é re-ver tudo e praticar a libertação.

Na hora da arrumação material:
Primeiro: pense e analise: Objetos, móveis ou roupas devem ser usados. O que é usado constantemente nos faz feliz, fica à mostra na estante, nas paredes, na sala, no sorriso, nos encontros. Se percebeu que tem coisas que não estão mais cumprindo a função, passa para frente para que ele volte a ter utilidade junto a quem precise.
Segundo: o importante é analisar fria e conscientemente se você ainda se identifica com os objetos ou roupas. Na maioria das vezes percebemos que tem coisinhas entupindo todos os cantinhos da casa que não tem mais nada haver conosco. Dá para preservar muitas coisas, peças mais clássicas, por exemplo, que nunca saem de moda.
Por último: não tenha medo de se arrepender! Desentulhe-se, abra espaço para o novo e se permita a novas sensações - Se mesmo assim ficar em dúvida sobre reter ou não alguma coisa faça uma experiência pessoalmente: Guarde uma seleção de peças que não usa mais em algumas caixas ou malas durante seis meses para testar a possível falta que elas farão.

E se mudar precisa ser emocionalmente? Depende de cada um e de suas necessidades interiores, o importante é lembrar que temos que manter somente o que nos faz feliz.
 
Praticar o desapego é um hábito que acontece de dentro para fora, cada um o faz no seu tempo, conforme seus sentimentos, não adianta forçar, deve acontecer naturalmente; ou quando precisa-se mudar! Mudar de casa, de estilo, de vida, de relacionamento, de lugar, de cidade, de país... 
Para quem tenta, boa sorte! Pessoalmente vi que é mais difícil de quanto eu queria que fosse, mas depois de tudo realmente sinto o quanto é importante viver mais leve e o quanto crescemos interiormente no processo. :) Liv 

Pin It

2 comments:

  1. Feliz em ler esse post!
    Eu tbmmmm amiga, aprendi, aprendo e aprenderei sempre... Se Deus me permitir, pois eu quero muuuito ser livreee, leve e solta!
    Te amo Liv!
    Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga tbm te amo!! Vamos lah, o importante eh ser feliiiiiiiiiiiiiz!! :)

      Excluir